A história da “Chácara da Nhá Laura Borges”.

Temos recebido pedidos de estudantes, historiadores e pesquisadores sobre a Chácara da “Nhá Laura Borges“. Resolvemos então fazer um pequeno resumo contando as informações que possuímos.

Em primeiro lugar gostaríamos de agradecer ao primo Lauro Stresser por enviar ao site a fotografia ilustrativa do local, com toda certeza a imagem feita após o ano de 1893, pois já existia a Catedral Metropolita de Curitiba podendo ser observada ao fundo mais a esquerda da foto.

Até onde temos informações essa chácara sempre pertenceu a Laura Maria do Nascimento Borges e seu marido Antônio Vicente da Cruz (informações obtidas por testemunhos de familiares e jornais da época).

Inicialmente viveram nesse local o casal Laura e Vicente com os seguintes filhos: Benedita do Sagrado Coração de Maria, Laura Theotônia da Cruz, Antônio Vicente da Cruz (Padre Antônio, o mesmo que atualmente leva o nome da rua ao lado do Colégio Estadual do Paraná), Maria Antônia de Macedo, Rosa Cândida da Cruz e José Borges da Cruz (Faleceu lutando pela pátria na Guerra do Paraguai como herói de guerra).

Acho importante registrar que uma parte da propriedade (10.767 metros foram desapropriados para a ampliação do Passeio Público de Curitiba, assim como mais tarde a construção da Casa do Estudante Veja o Mapa Clicando Aqui).

Essa chácara anos depois passou a ser propriedade de Alvaro José do Nascimento, recebendo como herança de sua mãe Benedita do Sagrado Coração de Maria falecida em 1911, sendo ela a primeira filha do casal Laura Maria do Nascimento Borges e Antônio Vicente da Cruz.

Nessa chácara moraram Maria Alves Metternich do Nascimento esposa de Alvaro José, como também o único filho do casal Julio M. do Nascimentoas irmãs da Maria: Amélia e Luíza Alves Metternich.

Mais tarde veio também a viver nessa residência Alvaro do Nascimento, criado pelos avós.

Posteriormente na década de 20 a propriedade foi vendida a José Maria Pinheiro Lima.

Atualmente nesse local está construído o Colégio Estadual do Paraná.

Veja mais Clicando Aqui

Obs.: Se alguém quiser fazer complementos e observações fique a vontade usando espaço para comentários aqui do site ou no facebook.

1 comentário

  1. Iara N. Alves
    Iara N. Alves Responder

    É de ressaltar que na chácara, também moraram alguns meses Belizia com seus filhos , logo após a viuvez da mesma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *