SAÚDE DO CURITIBANO NO PASSADO

Muitas vezes me deparo recordando como a saúde era encarada há anos atrás. Pois bem, sendo pertencente à uma família de muitos filhos, as enfermidades que nos acometiam eram bem poucas. Nada mais que simples resfriados decorrentes de abusos de brincadeiras com muita água em dias frios, andando com os pés descalços, ou algum sintoma de mal estar intestinal ocasionado por ingestão de frutas verdes.

Como na época ainda não contávamos com antibióticos ou similares, nosso tratamento consistia em remédios naturais como ervas e homeopatias. Recordo bem quando acometidos por gripe, do famoso e horroroso chá de alho, que éramos obrigados a tomar. É de ressaltar que a infância era naqueles dias bem dinâmica, isto é havia muito movimento físico de nossa parte ao que se refere à longas caminhadas, ciclismo, natação em rios das proximidades além de muitas brincadeiras. Apesar de tudo, nunca houve grandes transtornos físicos, não passando de ligeiros arranhões ou pequenos hematomas que eram curados com sal ou álcool (como ardia!).

Quanto às ervas usadas recordo das seguintes: MALVA indicada contra inflamações, SABUGUEIRO para catapora, ALHO para estados febril, CAMOMILA para indisposição estomacal, ERVA DOCE como calmante, HORTELÃ para intestinos e outras mais.

Quanto aos remédios alopatas pouco eram usados, e a farmácia caseira consistia em poucos frascos, tais como: MERCÚRIO CROMO ou ÁGUA OXIGENADA para desinfetar qualquer corte ou ferimento, um tubo de ESPARADRAPO e uma porção de ALGODÃO. Este era o arsenal de nossa farmácia caseira.

Falemos agora dos exames clínicos existentes. RX pulmonar, (devido a incidência de casos de tuberculose na época) exame de URINA e de FEZES. 

Recordemos agora dos temíveis tratamentos dentários daqueles tempos. Era um pesadelo enfrentar a broca para tratar nossas cáries. Aquilo parecia um trator vibrando nossos dentes.

Relacionarei agora alguns dos antigos grandes hospitais de nossa Curitiba antiga.

SANTA CASA DE MISERICÓRDIA, HOSPITAL CRUZ VERMELHA, HOSPITAL SÃO FRANCISCO, HOSPITAL SÃO VICENTE,  HOSPITAL NOSSA SENHORA DA LUZ, HOSPITAL NOSSA SENHORA DA GLÓRIA,  HOSPITAL ESPÍRITA BOM RETIRO, HOSPITAL MILITAR, HOSPITAL SÃO CARLOS, HOSPITAL CAJURÚ, HOSPITAL MATERNIDADE VICTOR FERREIRA DO AMARAL, HOSPITAL ADAUTO BOTELHO, INSTITUTO DE MEDICINA E CIRURGIA, HOSPITAL PINEL, sendo estes os mais antigos.

Dentre os mais recentes apontamos: HOSPITAL SANTA CRUZ, HOSPITAL SÃO LUCAS, HOSPITAL DAS NAÇÕES, HOSPITAL DE CLÍNICAS, MATERNIDADE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA, HOSPITAL ANGELINA CARON, HOSPITAL PEQUENO PRÍNCIPE, HOSPITAL NOSSA SENHORA DO PILAR, HOSPITAL DO TRABALHADOR, HOSPITAL NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS, HOSPITAL VITA, HOSPITAL MARCELINO CHAMPAGNAT, HOSPITAL ONIX (ex Modelo).

Por hora chega de lembrar e voltemos ao presente que muito nos brindou com seus avanços no campo da medicina, mitigando assim muitos sofrimentos e males, prolongando também o tempo de vida destes meus conterrâneos Curitibanos.

RECORDAR É VIVER!

  • Albano
    Albano 23 de julho de 2017 às 08:27

    Mercúrio Cromo não era brincadeira

  • Flamarion
    Flamarion 23 de julho de 2017 às 12:59

    Ola bom domingo a todos,

    Bom mesmo era, óleo de rícino para limpar o organismo, também tinha o poderoso iodo.

    Obrigado

  • Deixe seu comentário